Brasília, 17 de Abril de 2024 - 6:50

BENEFÍCIO IMPEDIU QUEBRA DE 88% DO SETOR DE EVENTOS, REVELA AMPRO

A Ampro (Associação de Marketing Promocional) publicou os resultados da pesquisa realizada com associados e não-associados sobre os impactos do Perse, o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos. Os números refroçam a importância do benefício, que impediu, por exemplo, o encerramento das atividades de 88% das empresas nos setores de entretenimento, eventos, hotelaria e turismo. A pesquisa foi realizada entre os dias de 28 de fevereiro e 06 de março.

Os dados comprovam a importância do benefício fiscal, já que ainda é utilizado por mais de 97% dos respondentes. Além disso, reiteram o peso que as restrições advindas da pandemia de COVID-19 tiveram no setor de eventos, já que para mais de 85% dos participantes esse período representou uma redução no volume de infra-estrutura e gastos operacionais, para 58% resultou em redução de faturamento e, para 70%, aumentou o número de demissões.

Somado a isso, 88% dos respondentes afirmaram que o PERSE foi importante para que seu negócio não fechasse as portas, enquanto para 85% a redução de custo gerada pelo benefício foi determinante para a definição de estratégia de seu negócio. Apenas 20% dos respondentes afirmaram não ter que demitir caso o benefício fiscal fosse revogado, em oposição aos 70% que afirmaram que o término prematuro do programa geraria prejuízos para suas empresas.

“Não é novidade que o setor que agrega empresas de live marketing  tenha sido profundamente impactado pela pandemia, e ainda esteja em processo de recuperação. Era essencial estarmos munidos de dados para evidenciar o impacto gerado no segmento de live marketing”, afirma a presidente da Ampro, Heloísa Santana.

A AMPRO realizará, no dia 27 de março, um webinar exclusivo para seus associados, com o objetivo de informar sobre o andamento das negociações em torno do tema do PERSE.

No dia 7 de fevereiro, a Ampro participou em Brasília, ao lado de mais de 30 entidades, da Missão Perse, ato pela manutenção do benefício, idealizado pelo Deputado e autor do programa, Felipe Carreras, e as relatoras, a senadora Daniela Ribeiro e a deputada Renata Abreu.

Em março, a associação marcou presença, ao lado de outras entidades, na audiência com o Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, organizada pela Frente Parlamentar Mista de Hotelaria Brasileira, que também visava impedir a extinção do programa.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Assuntos Relacionados