Brasília, 27 de Setembro de 2022 - 9:01

Canon lança “ABC para Daltônicos”

 A Canon lança uma iniciativa que visa ajudar pais e professores a detectar sintomas do daltonismo em crianças. O “ABC para Daltônicos” impresso pela Canon Mega Tank vai ajudar a identificar o problema mais cedo de uma forma diferente, objetiva e mais leve.

Baseado no Teste de Ishihara, um exame de percepção de cores criado em 1917, três diretores de arte da agência redesenharam sua forma para os dias atuais com novos ícones mais divertidos associados ao alfabeto.

Para facilitar a utilização, o “ABC para Daltônicos” foi incorporado ao teste de impressão Canon Mega Tank. O resultado final possibilitou a criação de um livro abecedário com 26 letras. Além de ajudar a identificar o daltonismo, cada página testa a impressão. Já está disponível em aplicativo para smartphones, bastando imprimir com um clique no celular.

Para a responsável pelo Marketing de Consumo da Canon do Brasil, Tânia Abe, “É uma oportunidade de ajudar a reconhecer precocemente o problema nas crianças, reconhecendo essa dificuldade de uma maneira lúdica. São trabalhos como esse que inspiram o nosso dia a dia aqui na Canon.”

“Para destacar a qualidade da impressão Canon, já reconhecida em todo o mercado, juntamos o teste de impressão a uma iniciativa social. O daltonismo não tem cura, mas, identificando o problema desde cedo, é possível iniciar as adaptações em casa e na escola para que a criança leve uma vida normal. Se a criança tiver alguma dificuldade em algum dos desenhos é só procurar por um oftalmologista para receberem o melhor direcionamento”, explica Filipe Cuvero, VP de Criação da Dentsu Brasil.

A Dentsu Brasil também criou um filme para divulgar a iniciativa. Com produção da Big Bonsai, o vídeo pode ser conferido nas redes sociais da marca.

De acordo com Maristela Stoianov, Especialista em Visão de Cores, na maioria das vezes, a pessoa passa por toda a infância e adolescência sem saber que tem daltonismo, descobrindo apenas na idade adulta. “O diagnóstico precoce ajuda muito na inclusão da criança na escola, em casa etc. As pessoas afetadas pelo daltonismo são capazes de criar um mecanismo de adaptação como qualquer outra que tem uma deficiência. Geralmente, os daltônicos são surpreendentes”, esclarece.

É o caso do grafiteiro Marcio Reis, que descobriu que tinha o distúrbio visual na escola. “Estava numa aula de biologia e o professor mostrou aquele teste de daltonismo. Ele perguntou ‘que número vocês veem aqui?’, a classe respondeu ‘sete’. Eu não via número nenhum…”, conta. Nessa época, ele sentiu na pele o preconceito dos colegas e a pressão em casa. “As crianças faziam bullying comigo por não saber que cor era ou por ter pintado algum desenho com a cor errada. Em casa eu também era muito reprimido. Mas é porque eles não entendiam o que era. Nem eu”.

Mesmo vivendo com uma condição que altera a visão das cores, Marcio foi atrás dos seus sonhos e se tornou grafiteiro. “Eu faço grafitti há 20 anos e a minha história sempre foi de superação. Acho que usei a deficiência como inspiração. Aí tudo mudou”, diz.

“A partir do momento em que a criança descobre que ela é daltônica, ela pode criar estratégias para não precisar mudar quem ela é”, explica Maristela.

O daltonismo, ou discromatopsia congênita, é um distúrbio visual caracterizado pela incapacidade de distinguir todas ou algumas cores. De origem genética, a doença é mais comum em indivíduos no sexo masculino. No Brasil, o problema afeta mais de oito milhões de pessoas, sendo que os meninos correspondem a 8% desse total. No mundo, 5% da população é daltônica, segundo dados da Organização Mundial de Saúde.

Quando há a suspeita de que a criança está com problemas para distinguir certas imagens ou cores básicas, deve-se consultar um oftalmologista para ser realizado um diagnóstico concreto e as possíveis causas. É importante a realização de exames oftalmológicos antes de começar a escola.

Ficha Técnica:
Título: My First ABC Color (Daltonismo)
Anunciante: Canon do Brasil
Produto: Institucional
Agência: Dentsu Brasil
Presidente: Mário D’Andrea
VP de Criação: Filipe Cuvero
Head Of Design: Christian Faria
Head de Redação: Murilo Torezan
Diretor de Communication Design: Kojiro Tanoue
Criação: Filipe Cuvero, Christian Faria, Murilo Torezan, Kojiro Tanoue
VP Operações e Negócios: Mauro Rabello
Atendimento: Joyce Fernandes, Bruno Lira e Davi Raposo
Mídia: Gustavo Ono e Tulio Sousa
RTV: Juliana D’Antino, Ana Paula Lourençato e Marcela Veroneze
Cliente: Canon do Brasil
Presidente: Takashi Osawa
Gerente de Marketing: Tânia Abe
Analista de Produto: Mayra Yamamoto
Analista de Comunicação Sênior: Flavia Guirão da Costa
Analista de Marketing Digital: Bruno de Sá
Produtora: Big Bonsai
Direção de Cena: Felipe Briso (Pipo)
Direção de Fotografia: Tomaz Viola
Assistente de Direção: Fernanda Magalhães
Produção Executiva: Gilberto Topczewski
Atendimento produtora: Murilo Prado / Paola Gasparini
Coordenação de Produção: Murilo Prado
Direção de Produção: João Felipe Keunecke (LION) / Monica Branco
Direção de Arte: Gabriela Nassar
Produção de Elenco: Luciana Kfouri
Pós-produção e finalização: Big Bonsai
Coordenador de Pós-Produção: André Cox
Montagem: Diogo Ekizian
Finalizador: Urial Arakilian
Color Grading: Felipe Ino
Produtora de Áudio: Liquo Audio
Produtor Musical: Thiago Lucas e Vicente Dias Jacomini
Atendimento Produtora: Felipe Engel e Gabriella Midon

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados