Brasília, 27 de Maio de 2022 - 12:26

FACEBBOK DERRUBA 332 MIL PÁGINAS GERENCIADAS PELA MLABS

O Facebook fechou cerca de 332 mil páginas gerenciadas pela mLabs, plataforma de gestão de mídias sociais, segundo a empresa, sem explicação prévia. Em função disso, a mLabs divulgou nota informando aos clientes que foram ocultados cerca de 39 milhões de posts, inclusive de 47 mil empresas do setor de comunicação.

Diz ainda a nota que algo semelhante ocorreu em 2019, quando o Facebook ocultou posts e páginas mas, dois dias após, devolveu tudo à rede.

É a seguinte a nota da mLabs: “No dia 10 de junho de 2021, por volta das 18h00, fomos surpreendidos com inesperada ação do Facebook que, sem aviso ou advertência prévia decidiu, de forma abrupta e deliberada, por ocultar as postagens realizadas por intermédio da nossa plataforma das Fan Pages de mais de 330 mil empreendedores.

Junto a isso, a rede social desativou o APP de desenvolvedor da mLabs – homologado há mais de 6 anos pela própria rede social – as páginas comerciais da mLabs no Facebook e Instagram, bem como sua comunidade fechada (grupo no Facebook) e os perfis dos fundadores e administradores da integração do APP mLabs com a rede social.

Importante salientar que semelhante situação aconteceu com a mLabs em março de 2019, quando os posts de nossos clientes foram ocultados de suas páginas e, após 2 dias foram reestabelecidos pelo próprio Facebook, que reconheceu a falha ao penalizar a mLabs – uma plataforma homologada e que sustenta sua atividade nessa rede social por meio de recursos disponibilizados pelo próprio Facebook.

Diante do alarmante cenário, gostaríamos de nos posicionar perante nossa base de clientes e usuários, que confiam nos nossos serviços e suportam suas atividades nas mídias sociais utilizando nossa plataforma.

Estamos em contato com o Facebook para entender o cenário e, assim como em 2019, fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para que a rede social reverta sua equivocada e precipitada ação com a maior brevidade possível.

Lamentamos profundamente – e novamente – pela maneira com que o Facebook agiu, punindo não apenas a mLabs em sua operação essencial, mas principalmente, as mais de 330 mil marcas que depositam sua confiança, investimentos e esforços não só em nossa plataforma mas, principalmente, nas mídias sociais do grupo Facebook.

Reforçamos nossa completa inconformação com tal medida que prejudica, além de milhares de empreendedores, um número considerável de órgãos públicos, entidades não governamentais e autônomas da sociedade civil que utilizam a mLabs para veicular conteúdos cujo propósito ultrapassa quaisquer interesses comerciais, sendo de ampla utilidade pública e social.

Acreditamos no poder das mídias sociais e na democratização do acesso a esses canais. Trabalhamos para isso desde o nascimento da mLabs, oferecendo uma plataforma facilitadora e acessível a todos (profissionais e empreendedores) e nos comprometemos a continuar lutando para garantir o direto a todos de terem seus conteúdos preservados e não violados de forma arbitrária pela rede social.

Convidamos nossa base de clientes, parceiros, seguidores e simpatizantes a, junto conosco, reforçarem a solicitação de retorno dos conteúdos às suas Fan Pages através da central de atendimento do Facebook, link.

E nos comprometemos a manter toda a comunidade informada sobre o desfecho do caso através do nosso APP e site”.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados