Brasília, 27 de Setembro de 2022 - 8:28

IBANEIS TENTA TRAZER O WEB SUMMIT PARA A CAPITAL FEDERAL

Considerado o maior evento de tecnologia da Europa, que antes da pandemia atraía cerca de 70 mil participantes anualmente, o Web Summit pode vir para Brasília em 2023. Pelo menos, essa é a vontade do governador Ibaneis Rocha, que vai a Portugal semana que vem com a finalidade de disputar a quarta sede do big evento com o Rio de Janeiro e Porto Alegre.

“Além de fomentar a economia, um evento desse porte nos dá visibilidade, para que muitas empresas reconheçam o potencial da nossa capital e invistam aqui, gerando emprego e, consequentemente, mais renda”, justifica o governador.

O forte potencial de negócios é o atrativo. Antes da pandemia, Lisboa, para onde o Web Summit foi transferido em 2016, calculava um movimento superior a 300 milhões de euros gerado pela conferência. Surgida em Dublin, em 2009, a conferência é centrada em inovação, basicamente na tecnologia da internet. Networking, inovação e negócios são as palavras-chaves do Web Summit.

Os participantes vão desde grandes empresas do Vale do Silício e China, até as pequenas empresas de tecnologia. Uma mistura de CEOs e fundadores de start-ups tecnológicas, aos milhares, em conjunto com uma série de nerds e envolvidos na indústria de tecnologia global. Ou seja, as pessoas que definem a internet no mundo.

A Web Summit já passou por Hong Kong, na China, Toronto, no Canadá, e está em Lisboa, a capital portuguesa. Ibaneis aposta no potencial do Parque Tecnológico de Brasília (Biotic) e nos atrativos turísticos da capital federal, para a disputa. Após o contato do governador em Lisboa, os diretores do evento deverão vir a Brasília conhecer e avaliar a estrutura disponível ao evento.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados