Brasília, 27 de Maio de 2022 - 12:48

NESTLÉ DIVULGA PROJETOS VENCEDORES DO GERAÇÃO QUE FAZ BEM

 Como parte das comemorações dos 100 anos de Brasil, a Nestlé lançou em julho deste ano a iniciativa “Geração Que Faz Bem”, para jovens brasileiros entre 16 e 29 anos, que lideram ações de impacto social. Foram selecionados oito projetos para mentoria sobre gestão, empreendedorismo e liderança.

Após o período de mentoria, realizado em parceria com a KidsRights e a Yunus Corporate, a última fase da iniciativa liderada pela Nestlé pode ser acompanhada por todos os consumidores. Em iniciativa inédita pela Nestlé, produtos estarão nas gôndolas com embalagens que destacam as ações escolhidas e dão visibilidade aos projetos selecionados. Com frases e detalhes sobre os projetos estampadas em suas embalagens, Moça, Nescau, Neston, Negresco e a caixa de bombom Especialidades ajudam a divulgar projetos que geram impacto positivo e foram selecionados do “Geração Que Faz Bem”. Ao total, serão mais de 12 milhões de embalagens pelo Brasil destacando essas ações.
“Ao dar visibilidade para as iniciativas desses jovens nos pontos de venda, pretendemos impactar cada vez mais os consumidores sobre projetos que fazem a diferença na vida das pessoas. Ao comemorar 100 anos da Nestlé no Brasil, queremos também deixar um legado para o futuro”, comenta Frank Pflaumer, vice-presidente de marketing e comunicação da Nestlé.
Com investimento em novas gerações e ações que fazem a diferença na sociedade, a Nestlé tem como compromisso ajudar 10 milhões de jovens em todo o mundo a terem acesso a oportunidades econômicas até 2030. E por isso realiza diversas ações voltadas para esse público.
O “Geração Que Faz Bem” recebeu inscrições de projetos sociais de todo o Brasil, ao todo foram mais de 900 cadastros realizados. Após uma seleção realizada em parceria com a KidsRights e a Yunus Corporate, os escolhidos passaram pelo processo de mentoria de forma online ao longo de três meses, totalizando sete encontros e 42 horas de capacitação. Mais de 10 temas foram abordados durante a mentoria, entre eles: Negócios Sociais, Visão de Futuro, Teoria da Mudança, Design de Projetos e Captação de Recursos
Além disso, os jovens também contaram com uma sessão especial de mentoria com executivos da Nestlé, que durante o encontro conversaram separadamente com os líderes dos projetos sobre as ações e auxiliaram nas dúvidas, explorando universos como Marketing e comunicação visual, Gestão de operações, Gestão financeira, Marketing Digital, entre outros.
Os projetos selecionados são relacionados à sustentabilidade, nutrição, bem-estar, esporte e educação.

Os selecionados no “Geração Que Faz Bem”: Na Ponta dos Pés oferece acesso gratuito de jovens e crianças a práticas de arte, cultura, esporte e educação, na região da favela do Morro do Adeus (RJ). Projeto Cigana – Iniciativa estudantil criada em Lorena (SP), capacita mulheres na produção de pães feitos com bagaço do malte da cerveja. 
Projeto Criança Feliz –  com mais de 90 voluntários, também em Lorena (SP). Desde a pandemia, têm atuado com arrecadação e entrega de cestas básicas e kits de higiene (mais de 1.000 cestas para 100 famílias) e projetos especiais: blogueirinha (orientação sexual para meninas), projetinhos (crianças) e hortas comunitárias (adultos).
Escrevendo na Quarentena – Projeto de jovens voluntários (universitários), para melhorar a escrita de vestibulandos de baixa renda, dá orientações técnicas e profissionais e tira dúvidas.  Folhas Que Salvam – Presente em todas as regiões do país, é um programa de conscientização e educação ambiental composto por mais de 100 jovens embaixadores, que fazem desde plantio de mudas, limpeza de rios e palestras em escolas.
Também o projeto SDW Sustainable Development & Water for All: O Aqualuz – tratando a água do sertão baiano com a luz do Sol, de impacto socioambiental tem como foco o desenvolvimento de tecnologias rurais de água e saneamento em escala doméstica. O principal produto hoje é o Aqualuz, um dispositivo que trata a água de sistemas de captação de água da chuva com irradiação solar no sertão. E o 
Meique – Mulheres Empreendedoras do Querosene – trabalha com comunidades vulneráveis do Espírito Santo por meio do empreendedorismo social, como produção e venda de sabão ecológico feito de óleo de cozinha usado. Projeto Arbo –  faz mapeamento de árvores frutíferas em locais de insegurança alimentar e promove a plantação de frutíferas em espaços públicos, com atuação nacional. 

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados