Brasília, 29 de Junho de 2022 - 22:17

Rock in Rio 2019 homenageia a Ásia

  O continente asiático é caracterizado pelas muitas culturas e povos que ali vivem. A arte, a música, a culinária, a literatura e a religião são partes importantes da pluralidade da Ásia e desempenham um papel significativo em todo o mundo com suas referências.

Para a edição 2019 a organização do Rock in Rio não só homenageia a Ásia como leva para a Cidade do Rock parte da essência do maior e mais populoso continente do planeta. O público será surpreendido com uma cenografia rica e muito sofisticada com referências aos 5.000 anos da história do mundo oriental de forma bem lúdica passeando pela arte, tradições e cultura deste vasto continente.

Com a curadoria artística de Toy Lima, em parceria com a diretora artística Marisa Menezes, que está à frente de toda a programação da rua e seus personagens característicos, a Rock Street estará ainda maior este ano com 200 metros de extensão.

Um grande espaço de convivência e circulação, grama em toda a área e ilhas com árvores naturais vão garantir uma experiência incrível na rua mais badalada do evento. Shows exclusivos com artistas asiáticos – alguns nunca se apresentaram no Brasil – tomam conta do Palco Rock Street nos sete dias de evento.

A Rock Street Ásia promete ser a mais exuberante de todas as ruas já apresentadas pelo festival, que a cada edição vem aprimorando as entregas desse espaço queridinho do público. A Muralha da China, o castelo de Matsumoto no Japão, o Grande Buddha de Hong Kong, o Palácio Real de Phnom Penh no Camboja, o Templo Taman Ayun localizado na ilha de Bali são alguns dos exemplos do que poderá ser visto na Cidade do Rock.

Na Rua, três casais representando o Japão Tradicional, o Japão Pop e a Índia serão personagens responsáveis pela interação com os visitantes.

O projeto desenvolvido pelo arquiteto João Uchôa em parceria com o escultor Glauco Bernardi merece um destaque especial para o design eclético das grandes torres, para os coloridos telhados e para as rendas que ornamentam palácios, templos, igrejas e casas.

Para Roberto Medina, esta é “a mais rica arquitetura criada pela humanidade”.


Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados