Brasília, 29 de Setembro de 2022 - 7:39

OREO FAZ DE CONTOS MUDA CLÁSSICOS PARA HISTÓRIAS INCLUSIVAS

Com o objetivo de levantar temas como igualdade, diversidade e respeito de forma brincante, Oreo, marca de biscoitos da Mondelēz Brasil, lança o segundo ano da campanha Oreo Faz de Contos.

Narrados pelo artista Lázaro Ramos e a cantora e dubladora Gloria Groove, os contos Cachinhos Dourados, Três Porquinhos e Chapeuzinho Vermelho ganham novas versões cheias de representatividade. A ação dá continuidade ao conceito "Continue Brincante" e tem o objetivo de gerar conexão entre a nova geração de pais e filhos e apresentar um novo tipo de brincadeira: o de recontar histórias.

"As fábulas existem há muitos anos com a ideia de ensinar conceitos morais para crianças de forma lúdica e divertida, por meio de metáforas e figuras fantásticas que estimulam a imaginação.

Apostamos nesta campanha com a ideia de atualizar estes conceitos, transmitindo para os jovens valores atuais e importantes como igualdade, diversidade e respeito. Como marca, acreditamos que a relação brincante entre pais e filhos também pode levantar temas como esses" afirma Fabiola Menezes, diretora de marketing de biscoitos da Mondelēz Brasil.

O primeiro vídeo, "Cachinhos Dourados", esta disponível com exclusividade no Globoplay, liberado também para não assinantes. Na história, a personagem principal descobre o poder de seus cachos e a doce liberdade que é amar a si mesmo de forma incondicional. Os demais contos ficarão disponíveis nos dias 10/12 (Três Porquinhos) e 17/12 (Chapeuzinho Vermelho). Próximo ao Natal, todos os três contos também estarão disponíveis em todas as plataformas digitais da marca Oreo, como Instagram, Facebook e no canal do Youtube.

"Há muitos anos eu estou presente na produção de conteúdos com melhor representação, pois acredito em um mundo melhor para mim e meus filhos. Oreo Faz de Contos é um destes projetos significativos justamente por passar mensagens tão importantes de união, inclusão e principalmente amor para as crianças de forma leve e divertida. Nos mostra que não só é possível incluir estes temas nas conversas entre pais e filhos, como extremamente necessário", elabora Lázaro Ramos, que já participa da campanha desde o início, em 2020.

A produção dos contos ficou a cargo da Media. Monks e Eleven Dragons, contando com roteiristas e ilustradores diversos, com lugar de fala dentro das causas abordadas em cada história. Em Cachinhos Dourados, o ilustrador alagoano Jean Lins, conhecido por produzir quadrinhos com temática racial para o público infantil, juntou-se com a roteirista Amanda "Mandy" Barros, ilustradora, professora de desenho e quadrinista Paraense. A ilustradora responsável por Chapeuzinho Vermelho, Ju Loyola, reconhecida como uma das primeiras quadrinistas surdas do país e internacionalmente celebrada pela produção de quadrinhos silenciosos (sem balões de fala), trabalha com Eduardo Andrigo, autor e roteirista deficiente visual. Por fim, em Três Porquinhos, Rafaela Harger – designer e ilustradora que trabalha com artes infantis – colabora com a roteirista Luiza Lemos, historiadora, professora de artes, quadrinista e cartunista que conta com obras cheias de representação da comunidade LGBTQIA+ e sua visão de mundo como uma artista trans.

"Fiquei muito honrada com o convite. Contar histórias é algo que faz parte da minha raiz como cantor, dublador, compositor… Me senti extremamente em casa. A profundidade que Luiza Lemos trouxe para a história dos Três Porquinhos foi pontual e acolhedora. Que possamos ressignificar cada vez mais histórias e moldes do passado através da arte. Todo meu amor ao parceiro Lázaro Ramos, de quem sou muito fã; e minha gratidão ao time Oreo pelo carinho", conta Gloria Groove, narradora do conto Três Porquinhos.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados