Brasília, 21 de Maio de 2022 - 8:53

Mais um incidente no processo de concorrência publicitária do GDF

Adiada a concorrência para a conta de R$ 160 milhões em publicidade do Governo do Distrito Federal, mais uma baixa na lista pré-selelecionada para a subcomissão técnica foi anunciada. Mauricio de Carvalho Sampaio, chefe da assessoria de Publicidade Institucional do GDF, pediu para sair.

A escolha da subcomissão técnica deveria ter sido concluída ontem (18/03). Essa subcomissão será a responsável por avaliar as propostas e escolher quatro agências, que formarão o pool da comunicação do GDF.

Mas a subcomissão não pode ser escolhida, porque um dos nove membros indicados – Cecilia Akemi Kobayashi (CNA/Senar) – declinou da indicação. Sem o número legal para a escolha dos três nomes necessários, que formarão a subcomissão técnica, a concorrência foi adiada.

Outros contratempos para a concorrência foram pedidos de impugnação. Em um deles, a agência Cálix de Comunicação acusa seis dos nove nomes de imparcialidade. Mauricio Sampaio deveria estar fora da lista por ter trabalhado em agência publicitária de Brasília, segundo o argumento da recorrente.

“A empresa recorrente é conhecida pelo fato de abusar de chicanas jurídicas para protelar as licitações que participa, buscando em fatores externos motivos para seus fracassos”, responde Maurício Sampaio. 

A Secretaria de Comunicação do Distrito Federal (Secom/DF) adiou a licitação tão somente para cumprir o prazo legal para substituir dois membros da comissão julgadora. O processo licitatório será retomado de imediato com a nomeação dos novos jurados, que já foram escolhidos.


Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados