Brasília, 03 de Dezembro de 2022 - 2:42

Número de bilionários cresceu na pandemia e é recorde, diz Forbes

 Enquanto milhões de vidas humanas vêm sendo ceifadas e economias pelo mundo são retraídas, por causa da pandemia, um seleto grupo de 2,755 pessoas têm muito a comemorar. São os bilionários espalhados por 70 países, incluindo 40 novatos, todos do setor de Saúde.

O número é recorde, segundo a revista Forbes, que divulgou hoje o ranking:(https://www.forbes.com/sites/giacomotognini/2006/04/21//the-countries-with-the-most-billionaires-).

A fortuna desses senhores e senhoras soma US$ 4,4 trilhões – US$ 1,5 trilhão a mais entre março de 2020 e março 2021). O mais rico? Jeff Bezos, da Amazon, com US$ 177 bilhões. 
O mais rico do Brasil continua Jorge Paulo Lemann, com US$ 16,9 bilhões. Mas Lemann ganhou 20 novos companheiros, pois, segundo a Forbes, de 45, o número de bilionários brasileiros subiu a 65 somente na pandemia do Covid-19, com fortuna total de US$ 212 bilhões. Mas a lista completa ainda está indisponível. O Brasil é o sétimo no ranking da Forbes.

No quadro geral, os americanos são maioria, com 724 bilionários, seguidos de perto em quantidade por país por 626 da China, e em terceiro, a India com 140. Os chineses estão no encalço dos americanos – eram 387 ano passado.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados