Brasília, 07 de Dezembro de 2022 - 19:57

PUBLICIDADE DE EMPRESAS CHINESAS NO BRASIL AUMENTA 838%

As empresas chinesas estão de olho nas oportunidades do mercado de consumo brasileiro. É o que aponta levantamento da Tunad – startup que criou a primeira plataforma de Moment Marketing da América do Sul. Até a primeira quinzena de junho deste ano foram registradas 4.491 inserções publicitárias de empresas chinesas em emissoras de TV e rádio brasileiras, um aumento de 838% no comparativo com 2020, que durante todo o ano registrou 536.

Os exemplos de maior destaque são o lançamento do Tiggo, SUV da Caoa Chery, e a primeira experiência do AliExpress, serviço de varejo online do Grupo Alibaba, com merchans na TV, no reality A Fazenda, da TV Record.

Março foi, até o momento, o mês mais expressivo, totalizando 2.688 inserções por empresas chinesas. O cross entre Record TV e SBT, realizado pela AliExpress para celebrar os 11 anos de atuação da empresa no Brasil, foi a ação que obteve os melhores resultados. A ativação, que envolveu as apresentadoras Eliana e Sabrina Sato além de um grupo de influenciadores, teve desdobramentos no digital e rendeu crescimento de 2.370% de buscas pela marca no Google, e um aumento médio de 740% nos 10 minutos após cada break exclusivo nas emissoras. Além disso, as buscas pelo e-commerce da marca cresceram 51% em relação ao período anterior à ação. Mas há a entrada de novos anunciantes, como a Huawei.

"O levantamento reflete a participação cada vez mais expressiva, de empresas chinesas, sobretudo as de e-commerce, no mundo de uma maneira geral. Do ponto de vista da publicidade, especialmente no Brasil, os dados mostram que essas empresas estão bastante focadas no cross entre o online e o offline. Essa é uma estratégia que tem se mostrado cada vez mais eficaz, para a otimização dos planos de mídia das marcas dos mais diversos segmentos", analisa Ricardo Monteiro, CSO e COO da Tunad.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados