Brasília, 28 de Setembro de 2022 - 8:56

MEDIA.MONKS APRESENTA A REDE DE MIDIA DE VAREJO BR

A Media.Monks está oferecendo o serviço de Rede de Mídia de Varejo, em inglês Retail Media Network (RMN). Trata-se do uso de dados primários, aos quais os varejistas têm acesso para veicular espaços publicitários para anunciantes.

O movimento já está sendo observado no exterior: a Amazon, por exemplo, criou o Amazon Ads, e pela primeira vez recebeu mais investimento em mídia vindo de outras marcas do que ela mesma investiu em mídia própria.

Assim, o mercado estrangeiro está experimentando a novidade e a Media.Monks vem atuando com esse serviço para seus clientes de varejo.

Helena Curado – VP de Business Consulting LATAM_Media.Monks

“É uma conta que dá resultados nítidos”, conta Helena Curado, VP de Business Consulting latam. “Você tem dados de conversão únicos do lado do varejista, ou seja, informações preciosas sobre comportamento do consumidor. Do outro lado, há anunciantes ávidos por dados relevantes para fazer investimentos eficientes, principalmente agora que os cookies não são mais uma opção. Com uma estratégia que garanta a privacidade dos clientes e use habilidades digitais integradas, cria-se um canal de mídia muito rentável para todos os envolvidos”, comenta.

O exemplo da Amazon também pode explicar o potencial de ganho da rede de mídia. Em 2021, os anúncios da companhia alcançaram mais de  31 bilhões de dólares em receita, quase 5% do faturamento total.

Vinicius Galera – Business Consulting Manager_Media.Monks

O que atrai tantos anunciantes, segundo Vinicius, são os dados de first party. “Ninguém mais tem os dados que o varejista tem. O fundo de funil, a hora da conversão, são momentos valiosos para o entendimento completo da estratégia de marketing digital. E é isso que o varejo oferece em um canal de mídia próprio. Além disso, é uma solução de rápida implementação, que começa a gerar receita a partir de 30 dias do setup. Também é mais simples para os anunciantes entenderem o potencial do espaço que estão adquirindo, porque são dados mais diretos e de fácil compreensão, em geral comportamentais”, explica Vinicius Galera, Business Consulting Manager da Media.Monks.

Outros grandes nomes ao redor do mundo estão entrando na corrida da RMN. A Target criou uma unidade de negócio inteiramente voltada para serviços de ads, a Roundel; a Rappi desenvolveu o Brands by Rappi no ano passado; e a CVS Pharmacy criou o business ads já em 2020. Na América Latina, especificamente, temos uma variedade surgindo rapidamente: Magalu Ads, Ifood Ads, Mercado Ads, RD Ads, etc.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados