Brasília, 20 de Maio de 2022 - 1:17

KNEWIN ADQUIRE A COMUNIQUE-SE, DE DIVULGAÇÃO DE NOTÍCIAS

A Knewin, PR tech especializada em gerenciar reputação de marcas em diversas mídias, adquiriu a Comunique-se. O objetivo da transação, cujo valor não foi divulgado, é expandir as ofertas da companhia no Brasil e na América Latina. Juntas, as duas somam cerca de dois mil clientes, no momento.

Com o acordo, dois serviços da Comunique-se passam a fazer parte da companhia: o divulgador de notícias Dino e o Comunique-se 360º, solução de comunicação corporativa (que inclui CRM, mailing de jornalistas e newsletter) na qual a empresa investiu  2 milhões de reais, informa a Meio&Mensagem.

"Nosso foco, historicamente, é ter uma escuta muito ativa e rápida para que marcas conheçam seus públicos. O acordo com a Comunique-se vem para ajudar as marcas a se engajar cada vez mais seus públicos”, explica Lucas Nazário, CEO e fundador da Knewin.

Esta é a 13ª aquisição da Knewin desde que iniciou atividades em Florianópolis, em 2011. Nos últimos dois anos, a empresa comprou negócios como Armazém Digital, NewsMonitor, MITI e Plugar. Segundo Lucas, as aquisições foram verticalizadas e buscaram ajudar o profissional de comunicação a escutar a relação do consumidor com a marca.

Já a Comunique-se iniciou sua trajetória em 2001, já com a intenção de funcionar como um software capaz de otimizar a gestão da comunicação – seja por meio de disparos de release, construção de campanhas e monitoramento.

“Somos uma ferramenta de produtividade. Fui programador e criei esta empresa de tecnologia para empoderar a comunicação e o marketing. A intenção sempre foi ser muito mais software do que serviço”, diz o fundador e CEO Rodrigo Azevedo. Com o acordo, o empreendedor dá início a seu processo de exit, mas deve permanecer na atual função por pelo menos três anos.

Para Lucas, se antes existia uma desconexão grande do PR com o resultado das empresas – no Brasil e no mundo – a comunicação tem ganhado força e impactado diretamente os negócios das empresas. “Este é um mercado que está numa crescente, mas atrasado em relação a outros segmentos. Recebemos aportes de  55 milhões de reais desde 2017 para desenvolver soluções. Creio que este será um campo cada vez mais importante para as marcas”, afirma.

Em janeiro de 2021, a Knewin levantou 40 milhões de reais a partir de uma rodada Série A realizada pela Orla Capital. Antes, a startup já havia levantado R$ 16,5 milhões junto à KPTL e a Invisto.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados