Brasília, 21 de Maio de 2022 - 10:02

LOCAWEB ANUNCIA MAIS DE 200 VAGAS PARA PROGRAMADOR REMOTO

A Locaweb, empresa de soluções Business to Business (B2B) para transformação digital de negócios no Brasil, anuncia mais de 200 vagas abertas para programadores, especialistas em redes, em segurança e em dados, analistas de testes, financeiro, profissionais de marketing e de atendimento ao cliente.

As vagas são para trabalho remoto ou híbrido. De acordo com Simony Morais, diretora corporativa de Gente & Gestão da Locaweb, “assim podemos dar oportunidades a profissionais de todo o Brasil, ganhando em diversidade regional também. Mesmo longe, nos esforçamos para desenvolver a nossa cultura organizacional e dar todo o suporte necessário para os colaboradores, levando nossos valores para onde o colaborador está”.

A empresa, que contratou cerca de 1,5 mil profissionais em 2021, oferece convênio médico e odontológico; vale transporte e refeição; seguro de vida; Gympass; auxílio creche; programa de qualidade de vida e bem-estar; programas de evolução de carreira; massagem e ginástica laboral in company; sala de relax com TV, mesa de bilhar, carteado, tênis de mesa, videogames e puffs; salão de beleza in company (cabeleireiro, depilação, manicure, estética corporal); além de contar com alinhamento internos (PDI), programas de apoio nutricional, terapeuta e outros benefícios.

A Locaweb investe constantemente na capacitação de seus profissionais, como exemplo, em agosto foi lançado o programa interno “Quero ser PO”, que busca capacitar aqueles que têm interesse em ocupar cargos de Product Owner, um dos mais requisitados no mercado de tecnologia. “Com dez módulos, os participantes terão uma formação completa, contando com a participação de profissionais do mercado para desenvolver diversas soft e hard skills”, afirma Simony.

Além de olhar para os profissionais que já são da casa, a empresa também busca capacitar e inserir no mercado novas pessoas. Em sua sétima edição, o programa Quero ser Dev prepara atualmente 25 profissionais de todo o país a escrever código para back-end e front-end, usando Ruby on Rails e JavaScript, com aplicação de testes automatizados e seguindo a rotina de times de desenvolvimento ágeis. “Nós queremos fortalecer o ecossistema de tecnologia brasileiro, que já é grande, mas ainda tem muito a crescer”, finaliza a diretora.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados