Brasília, 27 de Maio de 2022 - 19:04

RALFE BRAGA ABRE EXPOSIÇÃO ITINERARTE EM ESCOLAS PÚBLICAS

O artista plástico Ralfe Braga abre a exposição ItinerArte, no próximo dia 8. Será a partir das 8h00, na Escola Classe 03 do Paranoá, tendo como principais convidados os alunos da escola.

Em Brasília há mais de 40 anos, Ralfe Braga é artista plástico, ilustrador, designer gráfico e diretor de arte, nascido em Macapá/AP. É formado em Educação Artística, com Licenciatura em Artes Plásticas pela Faculdade de Artes de Brasília e tem pós-graduação em Artes Visuais/ Cultura&Criação pela Faculdade Senac.

Cerca de vinte obras inéditas, originais em tinta acrílica e criadas em técnica de pintura digital (giclée), compõem a ItinerArte, que deve percorrer algumas escolas públicas do DF, localizadas em áreas carentes. Por exemplo: em 01 de dezembro vai para a Escola Classe 01 do Varjão. Em 01 de março abre na Escola Classe Catingueiro, sede da Fercal.

“A principal motivação que norteia a ItinerArte é contar com a possibilidade de utilizar as artes plásticas como instrumento de inclusão social, pois os alunos de escolas públicas são os mais excluídos dessa atividade cultural. Quem sabe, num futuro próximo, teremos incentivado inúmeros jovens a se tornar talentosos artistas? Justifica o autor.

Segundo Ralfe, para a criação das obras de arte foi pensada uma temática que pudesse ser abrangente, profunda, e que refletisse poeticamente a ideia da exposição ItinerArte. Assim, foi criada a linha curatorial, que envolve obras que nos conduzem a “Uma viagem introspectiva à imagem do imaginário, ligando o mágico ao cotidiano da cidade de Brasília”. Serão expostas gravuras em nankin preto e branco e aquarelas.

Ralfe Braga embarca numa viagem poética profunda dentro do ser. No seu imaginário cria a imagem do invisível, cria o sonho, cria a obra do artista onde surge o momento mágico, o belo, o encanto, o surpreendente da vida, o cotidiano de um lugar, a cidade mágica de Brasília. Perguntado qual seria o próximo sonho, ele disse que seria expor várias obras por quilômetros, tendo como sala de exposição o cerrado, onde as árvores serão os cavaletes.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados