Brasília, 28 de Novembro de 2022 - 12:33

EDITAL DA ANCINE DIFICULTA PRODUÇÃO INDEPENDENTE

O Edital “Produção Cinema 2022” foi divulgado com o objetivo de selecionar projetos de longa-metragens, realizados por produtoras independentes. Entretanto, as regras vão em outra direção. Ao criar a obrigatoriedade de apresentar contrato de distribuição para um projeto de filme que ainda nem captou os recursos financeiros para ser executado, a Ancine age de forma, completamente, oposta à proposta de seu próprio edital. 

A regra beneficia apenas as distribuidoras e prejudica a possibilidade de seleção das produtoras independentes, que encontram dificuldade em fechar contratos sobre projetos que ainda não saíram do papel. Tendo 40% de peso na nota do projeto, o edital até oferece a possibilidade da própria produtora declarar distribuição própria. Porém, empresas de produção nem sempre possuem o CNAE correto, tampouco um portfólio de distribuição, requisitos avaliados para a pontuação no projeto. 

Por isso, a Ancine afirma selecionar projetos independentes mas, na verdade, está favorecendo as distribuidoras, que já são o elo mais forte na cadeia do cinema, sendo que a instituição já apresenta um edital voltado para esse setor, o “Cinema Via Distribuidora 2022”.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados