Brasília, 23 de Julho de 2024 - 21:11

JORNALISTA DAD SQUARISI MORRE AOS 77 EM BRASÍLIA

Parentes, amigos, colegas de redação lamentam a morte da jornalista, escritora e professora Dad Squarisi. Certamente, também o leitor do Correio Braziliense se sentirá órfão, pois perde uma grande referência sobre a língua portuguesa, presente na coluna “Dicas de Português” e no “Blog da Dad”.

Há 30 anos, a libanesa poliglota de 77 anos (falava cinco línguas com fluência) foi convidada a revisar a primeira página do jornal brasiliense, de onde não mais saiu. Ela morreu nesta quinta-feira, 10, de complicações de uma leucemia que havia vencido há uma meia dúzia de anos, de cuja batalha envolvendo um transplante de medula surgiu o livro “Desafios”. Junto com o médico hematologista Nelson Hamerschlak, lançou em 2022 o segundo volume da publicação.

Dad Abi Chahine Squarisi nasceu em Chekka, no Líbano, em 1946. Antes de vir para o Brasil, a família morou na França, Espanha, Argentina. Além do português e do árabe, falava francês, inglês e espanhol. Morou no Rio Grande do Sul, mudando-se para Brasília por recomendação médica em busca de um local seco, porque tinha asma.

Referência na língua portuguesa e no jornalismo, Dad ensinou gerações a escreverem e a se comunicarem melhor, sempre com graça e generosidade. Editora de Opinião do CB, foi comentarista da TV Brasília; escreveu para adultos e crianças, técnicos, leigos, estrangeiros, professores, concurseiros. Dava cursos, tirava dúvidas sobre o idioma. Autora de dois manuais de Redação do Correio; vários livros. Deixa uma obra enorme.

Dad Squarisi estava internada há alguns dias por conta do câncer. Deixa o filho, Marcelo, a nora, Katilen, e os netos, João Marcelo e Rafael.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Assuntos Relacionados