Brasília, 01 de Outubro de 2022 - 21:56

BOTICARIO ANUNCIA USO DE SACOLAS RECICLADAS E SUSTENTÁVEIS

O Grupo Boticário tem unido inovação e sustentabilidade para gerar ações transformadoras e positivas ao meio ambiente. O Natal de 2021 foi a oportunidade de colocar em prática o projeto piloto desenvolvido em parceria com a Antilhas, empresa de embalagens, transformando as famosas sacolinhas e caixas de presente natalino da marca em embalagens sustentáveis.

Essa nova tecnologia possibilitou a substituição de 860 Kg de plástico metalizado e adesivos. Além disso, com a aplicação do novo material nas cintas que decoram as caixinhas de presente, mais de 372 metros lineares de elástico não foram utilizados, o que equivale à distância entre as cidades de São Paulo e Curitiba e 30.181 m² de filme plástico deixaram de ser produzidos, quantidade capaz de preencher dois estádios da Vila Belmiro, localizado em Santos, no Litoral Paulista.

“O Grupo Boticário é uma empresa que está no imaginário do brasileiro, nossos produtos fazem parte do Natal de muita gente. E é com grande alegria que celebramos os resultados de uma ação que visa mitigar o impacto no meio ambiente em uma das principais datas comemorativas do calendário do varejo. Sabemos que todos querem presentear os entes queridos, e queremos continuar fazendo parte desses momentos, então que possamos colaborar para que seja ainda melhor para todos, inclusive para o nosso planeta”, afirma Eduardo Villas, Diretor Executivo de Suprimentos do Grupo.

Os produtos metalizados são, normalmente, produzidos com substratos celulósicos, como papel ou cartão, revestidos por filmes de poliéster ou Bopp (Película de Polipropileno Biorientada) metalizados em um processo de laminação. A parceria entre GB e Antilhas utilizou a tecnologia de um equipamento que aplica o acabamento metalizado no material (caixas de presente) sem a utilização do plástico filme metalizado convencional.

A inovação tecnológica no processo permitiu a transferência das partículas metálicas para o substrato em uma única operação, obtendo como resultado um monomaterial (papel ou cartão) metalizado. Além disso, o cartão utilizado é composto por 40% de material reciclado, sendo 30% de origem PCR — Pós Consumo Reciclado, como por exemplo embalagens recicladas após descarte.

As famosas sacolas eram produzidas anteriormente com papel 100% virgem, já a nova embalagem sustentável utiliza papel kraft, com 20% de aparas (sobras de corte) de difícil reciclagem, que seriam descartadas diretamente em aterros. O papel sustentável mantém a qualidade de impressão e resistência que a embalagem precisa.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados