Brasília, 26 de Novembro de 2022 - 16:10

CREDIBILIDADE É A CHAVE NA ESCOLHA DA MARCA, REVELA PESQUISA

A InPress Porter Novelli divulgou resultado da pesquisa PPI Brasil 2021 ® (Purpose Premium Index), em parceria com o Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados (IBPAD), sobre a reputação das maiores corporações que atuam no país. Cerca de 90% dos entrevistados confiam mais em uma empresa com propósito (que tem credibilidade e performance).

Do total, 88% disseram preferir comprar marcas que defendem algo maior do que seus produtos e serviços, e 76% dizem perceber quando uma empresa age de forma contrária aos seus valores. Além disso, autenticidade, ética, tratamento aos funcionários e proteção ao meio ambiente são os fatores ligados ao propósito que mais pesam na hora de escolher uma marca. Pesam ainda contribuição social, solidariedade, defesa de causas e cuidado com as comunidades.

"O estudo revelou uma alta correlação entre propósito e reputação, chegando a 94%". "Em outras palavras, quanto mais relevante e percebido é o propósito de uma marca, mais forte é a sua reputação. Empresas que agem e se comunicam de acordo com seu propósito tendem a desfrutar de maior confiança e admiração da sociedade", diz Eraldo Carneiro, head de Propósito e Reputação da InPress Porter Novelli.

"O estudo serve de referência e é um importante insumo para formulação de estratégias de gestão, posicionamento corporativo, marketing e comunicação das empresas que operam no país", diz Roberta Machado, CEO da InPress Porter Novelli.

"É fundamental entendermos os fatores que constroem a reputação, em diferentes dimensões. Em um momento no qual a política está tão presente nas discussões, torna-se cada vez mais importante para marcas e corporações entender a percepção e a relevância do propósito para o seu público. A pesquisa dá ótimas diretrizes para isso", completa Max Stabile, diretor executivo do IBPAD.

Foram realizadas duas rodadas da pesquisa, de forma online, em maio e junho deste ano, totalizando quase 4 mil entrevistas. Entre as gerações, os millenials tendem a valorizar mais a defesa de causas e a solidariedade, enquanto a geração X aprecia mais a contribuição social e o cuidado com as comunidades. As pessoas da classe DE e aquelas que possuem ensino fundamental importam-se mais com a solidariedade e a contribuição social.

As 100 maiores empresas do ranking Valor 1000 (2020) foram apresentadas aos entrevistados. Após a aplicação de um filtro de familiaridade, seguiram para a segunda etapa 55 empresas, sobre as quais os entrevistados declararam possuir conhecimento. Esta segunda rodada contou com uma amostra de 2.500 respondentes, representativa do perfil demográfico brasileiro.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados