Brasília, 28 de Maio de 2022 - 8:23

REPÓRTER RECORD INVESTIGA FACÇÕES CRIMINOSAS NA AMAZÔNIA

O Repórter Record Investigação desta quinta-feira, 3, viaja a três estados para mostrar como as facções criminosas estão deixando um rastro de medo e morte na região amazônica.

Um estudo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública revela o avanço do crime organizado nas pequenas cidades da Amazônia Legal, onde se intensificou a violência pelo controle do tráfico de drogas.

De acordo com o sociólogo e coordenador do Fórum Brasileiro de Segurança Pública David Marques, a guerra entre os principais grupos organizados explica o aumento de mortes nas pequenas cidades da Amazônia Legal. Este é um dos casos mostrados pelo programa. O Repórter Record Investigação conversa com a mãe de um jovem que estava envolvido com uma facção criminosa. Ele acabou morrendo por causa do confronto entre criminosos que todos já conheciam na cidade de Cruzeiro do Sul, no Acre. A atração mostra também como indígenas são aliciados pelas quadrilhas e usados como mulas do tráfico na fronteira do estado acreano com o Peru.

No Amazonas, dez cidades foram atacadas por integrantes de uma facção criminosa em julho do ano passado, após a morte de um traficante. Atearam fogo em prédios públicos e veículos. A população ficou em pânico. O Estado amazonense é fundamental para os interesses econômicos de grupos rivais, que vivem em guerra por esse cobiçado corredor de cocaína.

E os repórteres também foram ao Sudeste do Pará para explicar por que a região é uma das mais violentas do país. E contam como trabalhadores rurais escaparam de um atentado no meio da mata.

A reportagem exclusiva é de Marcus Reis, Tarcísio Badaró e Rodrigo Favero.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados