Brasília, 31 de Janeiro de 2023 - 4:22

EVENTOS DEVEM TER ALTA DE 400%; 2023 É PROMESSA BOA

Segundo a Associação Brasileira de Promotores de Eventos (Abrape), nos anos de 2020 e 2021 as empresas do setor sofreram um prejuízo de cerca de 230 bilhões de reais. A pesquisa também mostra que 97% das empresas foram impactadas, tendo mais de 350 mil eventos cancelados, somente em 2020. Contudo, com a retomada em 2022 foi notado um crescimento de 400%, em relação à retração dos dois anos anteriores, colocando os eventos responsáveis por algo como 4,32% do PIB nacional.

“Quando passamos a olhar para frente e projetar 2023, os números também mostram otimismo da parte do mercado”, diz Mônica Schimenes, CEO da MCM Brand Experience, grupo de comunicação integrada com atuação nacional e internacional.

Dados de recente relatório divulgado pela Global Meetings and Events Forecast apontam para um crescimento para o mercado MICE global superior a 1.6 bilhão de dólares. “Dessa forma, podemos esperar um 2023 intenso, com muitos eventos, mais público e investimentos mais altos”, diz a executiva do setor.

“A chave para 2023 está no fortalecimento da agenda ESG. Falamos bastante sobre o tema neste ano e será uma grande tendência para o ano que vem, contando com políticas e diretrizes sustentáveis e encarando a sustentabilidade como área estratégica dos negócios. Para nós, seguimos com a confiança de que o trabalho que está sendo feito tem nos levado para o caminho certo”, avalia ela.

Já no primeiro trimestre do próximo ano estão no radar diversas convenções, feiras e eventos que movimentarão o mercado. “O grande desafio do setor está no fornecimento e escassez de mão de obra, ainda em função dos reflexos dos últimos anos”, diz Mônica.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados