Brasília, 29 de Setembro de 2022 - 2:26

GOOGLE TEM NOVAS REGRAS PARA ANÚNCIO FINANCEIRO

O Google anuncia uma nova política para os anunciantes ligados à área de serviços financeiros no Brasil, para evitar a aplicação de golpes e fraudes usando a ferramenta dos anúncios da companhia. A partir dessa terça (16), todos os anunciantes do segmento precisarão iniciar um processo de validação, demonstrando que têm autorização de um órgão regulador para atuar no mercado, completando o programa de verificação para a divulgação de produtos e serviços nas plataformas da empresa.

No relatório do ano passado, a plataforma informou que bloqueou 58,9 milhões de anúncios financeiros e restringiu – quando o conteúdo pode ser legal ou culturalmente sensível – outros 223 milhões.

A adequação precisa ser realizada até 17 de outubro, quando a política será atualizada. Segundo a companhia, quem não completar o processo não conseguirá promover seus produtos e serviços financeiros por meio do Google Ads.

No Brasil, o Google terá como parceiro de compliance a empresa G2 para a validação dos registros das empresas. E trabalha com órgãos reguladores como Banco Central, Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

“Se os anunciantes não foram certificados, eles vão começar a perder a capacidade de promover serviços financeiros”, afirmou Vishal Jain, gerente de produto para privacidade e segurança de anúncios do Google. Os anunciantes afetados pela mudança receberão um aviso e instruções para a realização do procedimento. Aberto o processo, a validação deve levar de cinco a sete dias, informa Propmark.

Tags

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Assuntos Relacionados